introdução alimentar

Introdução alimentar: qual método escolher?

Para essa semana, escolhemos um tema muito gostoso! Trata-se da introdução alimentar do seu filho e quais as melhores maneiras de lidar com ela, especialmente nesse período inicial.

Ao contrário do que muitos pensam, o início da vida alimentar do seu filho não necessariamente precisa ser só na base de papinhas batidas no liquidificador, banana amassada e geleia de mocotó industrializada. Felizmente, temos hoje diferentes abordagens para fazer essa introdução alimentar com mais benefícios e objetivos!

Para embasar o tema, a nutricionista infantil Mariane Valpassos nos conta tudo no texto que segue abaixo e no vídeo ao final da leitura!

Métodos durante a introdução alimentar

A nutricionista começa nos explicando sobre os métodos de introdução alimentar ou melhor, as abordagens! Quando o bebê chega próximo dos 6 meses as mães já começam a ficar na dúvida sobre como e quando iniciar esse processo.

E o que fazer nessas horas? Optar pela BLW, tradicional ou participativa? Qual é a melhor opção?

A tradicional, uma das mais conhecidas, consiste em alimentos que muitas vezes são amassadinhos e levados na boca do  bebê. Já o método BLW, envolve o próprio bebê pegando o alimento e levando até ele mesmo. E, finalmente, a participativa envolve um pouco das duas.

Ao longo do texto daremos mais detalhes sobre os três, suas vantagens e desvantagens!

Confira algumas marcas incríveis do nosso clube de assinatura que envolvem produtos de nutrição. 

Mais sobre Mariane Valpassos

Nutricionista Materno-Infantil, seus atendimentos são focados em bebês na fase de introdução alimentar, momento em que o acompanhamento nutricional adequado é muito importante para promover a formação dos hábitos saudáveis desde o início da vida.

Além disso, atende crianças que apresentam alergias, intolerâncias e seletividade alimentar e realiza consultorias em creches e escolas através de atividades de educação e acompanhamento nutricional.

Introdução Alimentar Tradicional

Vamos começar com o método tradicional, que é aquele que a gente já conhece de algum tempo. Porém, passou por ligeiras mudanças de um tempo para cá. Isso porque antigamente, as comidas eram apresentadas nessa introdução alimentar como se fossem uma sopa. Ou seja, tudo junto, misturado, batido, e as crianças comiam tudo sem conseguir identificar o que elas estavam consumindo.

De acordo com Mariane, o correto hoje em dia é oferecer esses alimentos de forma amassada e separada. Ela explica que não há necessidade de peneirar, liquidificar ou bater no mixer. A dica é amassar essa comidinha com um garfinho mesmo!

Vamos supor que o cardápio do dia seja composto por: batata doce, beterraba, franguinho e uma abobrinha. Para começar, você vai amassar esses vegetais com o garfinho. Já o frango, como as proteínas são um pouquinho mais complicadas de amassar, você pode dar uma leve desfiadinha.

Dessa forma, a criança conseguirá comer todos os alimentos individualmente e sentir o sabor de cada um. Portanto, na introdução alimentar tradicional, a ideia é que os alimentos sejam oferecidos amassados, para que a criança já vá começando esse processo de mastigação e sentindo os alimentos com suas consistências e nos seus sabores individuais.

Procurando utensílios, talheres e acessórios para alimentação do seu bebê? Confira nossas melhores opções de marcas!

Introdução alimentar BLW

Já o processo BLW é quando a criança mesma conduz essa introdução alimentar. Em outras palavras, será ela a responsável por pegar o alimento e leva até a sua boca. Porém, esses alimentos também devem ser oferecidos separados e nos cortes ideais.

Mariane pontua que é muito importante que esses cortes estejam adequados. E uma dica muito curiosa é que quanto menor o bebê, maior deverá ser esse corte. Ou seja, para o bebê de 6 meses, o tamanho do alimento deve ser maior, porque ele não conseguiria pegar um alimento muito pequeno com a mão. Portanto, ele precisa de uma maior fatia para conseguir segurar com mais facilidade. 🙂

Na introdução alimentar BLW, é fácil identificar quando o bebê está satisfeito, justamente por ser ele mesmo quem está conduzindo. Diferente da tradicional, onde a pessoa que está oferecendo deve tomar muito cuidado e perceber quando esse bebê já está satisfeito e quando esse bebê demonstra sinais de que não quer mais e quando ele quer mais um pouco.

Procurando mais dicas para independência do seu bebê? Sugerimos a leitura do texto: “Desfraldar: quando devo começar?”

Introdução alimentar participativa

Já a introdução alimentar participativa é quando conseguimos fazer um mix dessas duas explicadas acima. Ou seja, quando conseguimos fazer um mix de alimentos amassadinhos e outros inteiros no mesmo pratinho do bebê.

Funciona bastante também para as mães e pais que querem fazer o BLW no final de semana, por exemplo, e durante a semana preferem optar pelos alimentos amassadinhos. Isso porque muitas vezes, não possuem o mesmo tempo com o bebê durante a semana, que pode estar com uma cuidadora ou outro familiar que não tenha tanta segurança para oferecer da forma BLW.

Portanto, é muito importante estarmos atentos a essas diferenças, principalmente de consistências, do tradicional e do BLW. E lembrando: o mais importante de tudo é que a abordagem ideal não será decidida pela Mariane, ou por você, ou o pediatra. Isso mesmo, quem decide é o seu bebê! 🙂

Quer mais dicas sobre praticidade no dia a dia? Veja esse texto também: “Mama empedrada: dicas práticas de ordenha de alívio”. 

Observando os pequenos

Percebemos que algumas crianças preferem que a comida seja oferecida na boca e que se dão muito bem com isso! Já outras preferem mesmo segurar o alimento e levar até a boca. E tudo bem, não é mesmo?!

Devemos ter paciência e observar qual é a melhor abordagem e qual o seu bebê mais se identifica. Todo esse processo é um verdadeiro momento de descoberta! E respeitar a forma como o seu pequeno deseja conduzir será fundamental para a formação dos hábitos alimentares dele.

Interessado em mais informações para complementar sua maternidade? Que tal um curso ministrado por profissionais de altíssima credibilidade? E ainda por cima, com os melhores descontos para os nossos assinantes! 

Dicas finais da nutri

Concluímos que a introdução alimentar é justamente para o bebê conhecer o alimento, explorá-lo, sentir o seu sabor e identificar o que ele está consumindo ali.

E não, não é o momento de o bebê comer tudo ou de raspar o prato. É o momento de ele começar a experimentar, explorar e se sujar, inclusive!

A dica final da nutri é que você siga o seu instinto, o que você sente e o que o seu bebê passa para você. Vá sentindo aos pouquinhos o que ele necessita, como e de qual forma, para que a introdução alimentar dele seja um sucesso, com os desafios encarados da melhor forma possível!

Ainda com dúvidas? Queremos ajudar! Mande sua mensagem pelas nossas redes sociais (facebook / instagram) e faremos com prazer a intermediação entre você e a nutri Mariane Valpasssos.

Mais informações do Baby Concierge para você

Gostou da leitura acima? Também indicamos a da semana passada, desenvolvido pela especialista em amamentação, Ana Paula Gama, “Mama empedrada: dicas práticas de ordenha de alívio”. 

Para complementar, nosso site está repleto de conteúdos novos e ricos em informações de diferentes segmentos do mundo materno-infantil, além de claro, novas marcas imperdíveis com descontos toda semana!

Isso mesmo, acessando a aba “marcas” você encontra novidades com descontos exclusivos aos assinantes Baby Concierge! Ludique et Badin, Algodão Verde e Welpie são algumas delas!

E quem é assinante sabe que os benefícios não param por aí, não é mesmo? Confiram também os mais de 40 especialistas presentes no nosso time, prontos para oferecerem conhecimentos e atendimentos de extrema credibilidade!

Ainda não é assinante? Faça parte agora mesmo clicando no banner abaixo:

 

 

Você também pode aproveitar o conteúdo acima clicando nesse vídeo abaixo:

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Artigos Relacionados