pré-natal

Pré-natal — O Que É e Quando Começar?

As consultas periódicas são essenciais para a saúde da mãe e do bebê. Saiba mais sobre o pré-natal e busque um profissional!

A gravidez é um período que exige bastante cuidado da mãe para que o bebê se desenvolva e nasça com saúde. Para isso, é importante fazer o pré-natal e realizar diversos exames que vão garantir que tudo está bem.

Entenda melhor como funciona o acompanhamento com profissionais da saúde e quando é o momento indicado para começar!

O que é pré-natal?

Pré-natal é o nome dado ao acompanhamento médico que as gestantes devem ter antes do nascimento do bebê. A ideia é prestar orientações para que as mães se cuidem durante esse período, além de realizar consultas periódicas e exames para verificar a saúde da criança.

Isso garante a identificação de alguns problemas que podem surgir durante a gestação, indo desde deficiência de vitaminas e nutrientes até a identificação de alguma condição no próprio feto. Isso é essencial para proporcionar o bem-estar na gravidez.

Descobrir o quanto antes esse tipo de situação vai ajudar a trazer soluções para revertê-las ou a adotar cuidados para evitar que a mãe e o bebê sofram algum risco de vida. O pré-natal pode indicar, por exemplo, qual tipo de parto é mais recomendado de acordo com cada gravidez.

Afinal, mesmo que haja a vontade de fazer um parto natural, dependendo da posição da criança, esse pode não ser o método mais seguro.

Quando começar o acompanhamento médico na gravidez?

 

O ideal é que a mãe busque apoio profissional assim que descobrir que está grávida. Mesmo que pareça cedo, o objetivo é que ela possa o quanto antes conhecer as ações mais recomendadas por médicos para ter uma gestação tranquila.

Ou seja, busque um especialista em obstetrícia e marque uma consulta o mais breve possível! Por meio dos exames, você já vai poder identificar a idade gestacional e saber a previsão de nascimento do seu bebê com maior exatidão.

No início da gravidez — até a 28ª semana, em média —, as consultas devem ser, ao menos, mensais. A partir desse período até a semana número 36, considere visitas ao profissional da saúde de forma quinzenal. Por fim, no último estágio recomenda-se que o acompanhamento aconteça de forma semanal.

Viu como o pré-natal é importante? Mas, além de cuidar da saúde física, também é essencial prestar atenção no equilíbrio mental. Entenda o porquê de fazer acompanhamento psicológico na gravidez.

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Artigos Relacionados