Voce sabia que o puerpério dura até 2 anos

O puerpério emocional pode durar até 2 anos. Saiba tudo sobre o assunto!

Vocês sabiam que o puerpério biológico e o puerpério emocional envolvem fatores muito diferentes e têm tempos de duração diferentes também?

Diante disso, separamos para essa semana um conteúdo curioso e de extrema relevância. O conteúdo foi desenvolvido pela psicóloga perinatal Julia Bittencourt, que pode ser conferido via texto ou vídeo mais abaixo.

Nós do Baby Concierge esperamos que você aproveite e aprenda mais sobre a importância desse tema e o quanto que ele interfere na vida da mulher e de sua família!

Conheça a Psicóloga Perinatal Julia Bittercourt

Psicóloga com especialização em Saúde da Mulher, Psicologia Perinatal e em Terapias Contextuais, Julia Bittencourt é mãe de dois meninos e sua experiência transformou toda sua vida e carreira!

A Dra. também é idealizadora do Instituto Maternar Psicologia Perinatal e coautora do livro Bem-estar mental e emocional na atualidade (2019).  Além disso, é coordenadora editorial dos livros Gestação, Puerpério e Maternidade (2021), Psicologia e Saúde da Mulher (2019) e Psicologia e Saúde da Mulher 2 (2021).

Afinal, o que é Puerpério Emocional?

De acordo com Julia, ouvimos muito falar do puerpério do ponto de vista da medicina, ou seja, do ponto de vista fisio e biológico. Logo após a alta da mulher, durante o período pós-parto, é comum o (a) obstetra passar uma estimativa de tempo em torno de 45 dias no qual o corpo deve ir voltando ao normal, nisso inclui-se a evolução do útero, normalização dos hormônios etc.

Além disso, quando pesquisamos informações em buscadores, procuramos matérias na mídia, e/ou conversamos com amigas, encontramos muitas vezes o período de puerpério sendo visto como algo por tempo limitado (ex: 6 semanas).

Entretanto, do ponto de vista da psicologia entendemos o puerpério emocional como uma fase de mudanças impactantes e significativas na vida de uma mulher e que vão possivelmente perdurar por toda sua vida.

Em geral, o puerpério emocional é visto como um período que dura em torno de 2 anos e há autores que falam até em 3 anos. Durante esse tempo, inúmeras mudanças acontecem na vida de uma mulher, que influenciam diretamente no seu comportamento, psicológico, forma de lidar com a rotina e ambientes em que está imersa.

Quais as mudanças esperadas com o puerpério emocional?

Segundo a psicóloga, há a mudança de identidade, mudança nos papeis sociais (o que é esperado de uma mãe) e mudanças no casamento que passa por uma crise (é preciso um novo rearranjo, novos contratos, novos combinados, uma nova rotina…).

De acordo com diversos autores, o nascimento de um bebe é uma das maiores crises no ciclo de vida de uma mulher e de uma família. Isso porque quando nasce um bebê, aquela mulher que era filha vira mãe, a mãe vira avó, o pai vira avô, a irmã vira tia…basicamente, uma mudança em todo sistema familiar e é preciso uma grande adaptação!

Quais são os impactos e transformações com o puerpério emocional?

Diante de tantas mudanças com o puerpério emocional, são inevitáveis os impactos no trabalho, na carreira, na vida social, nas amizades, entre outros que acabam acontecendo em todas as esferas da vida de uma mulher.

De acordo com Julia, tratam-se de mudanças profundas e significativas. Ela inclusive se refere a um autor da psicologia perinatal que fala em constelação da maternidade. O termo constelação se equipara a todo um realinhamento psíquico, como se tudo se reorganizasse e por isso as mulheres precisam desse tempo. Ou seja, estima-se em torno de 2 anos para lidar com tanta transformação.

Sabiam que assinando o Baby Concierge vocês ganham descontos exclusivos em cerca de 40 profissionais do mundo materno infantil? Inclusive nas consultas com a Julia (on-line para todo o Brasil)?! Você também tem descontos de até 50% em cerca de 100 marcas parceiras! Tudo isso pagando apenas R$19,90/mês 😉 Clique no banner abaixo e ASSINE JÁ:

puerperio emocional

Quais são as crises psicológicas com o puerpério emocional?

A psicóloga também cita uma autora que fala muito do encontro com a própria sombra durante o período de puerpério emocional. Basicamente, uma fase em que vamos em busca de partes alienadas de nós mesmas, ou seja, aquelas partes mais obscuras. Nesse momento, vem à tona muitos assuntos da nossa vida familiar, alguns traumas de infância, crises com a família de origem (ex: com o pai, mãe, irmão), entre outros.

Fala-se muito também em transparência psíquica. Em outras palavras, um rebaixamento da nossa consciência e os conteúdos mais inconscientes vindo à tona. Logo, podemos afirmar e entender que são muitas transformações que acontecem nesse tempo. Ou seja, a mulher inevitavelmente precisa se reorganizar, se readaptar e se realinhar psiquicamente para poder construir essa nova identidade de forma saudável.

De que forma tratar o puerpério emocional?

Apesar dos possíveis transtornos, para Julia, esse é um momento de crise que pode ser transformado de forma saudável, com crescimento e potencialidades!

Portanto, a importância de a mulher ter um acompanhamento psicológico durante os períodos da gestação, no pós-parto e puerpério. Sim! É de suma importância que ela tenha esse trabalho de autoconhecimento, reavaliando todas as possíveis questões em torno de si, para que ela use esse período para o seu crescimento e desenvolvimento.

Ainda com dúvidas sobre o assunto puerpério emocional? Será um prazer para a Julia e o time Baby Concierge ajudar! A nossa colaboradora se encontra à disposição por intermédio das mídias sociais do Baby Concierge, Instagram e Facebook.

Conheça alguns dos profissionais materno-infantil do Baby Concierge

Nós do Baby Concierge sabemos da magnitude e complexidade de cada etapa das famílias, e, portanto, estamos ansiosos para complementar o dia a dia de vocês com esse e outros conteúdos de extrema relevância e credibilidade!

Aproveitando, se você mulher tiver alguma dúvida com relação à silicone e suas interferências na amamentação, clique aqui para ler e/ou assistir o vídeo da cirurgiã plástica Brunna Salvarezza.

A Dra. Brunna também faz parte do nosso time Baby Concierge e explica detalhadamente sobre o tema, para as que tanto sonham em ser mãe, mas tem medo da interferência que a prótese mamária pode causar.

Veja mais temas e assuntos de altíssima credibilidade no nosso blog (gratuito) ou área de conteúdos (exclusivo para assinantes). Procurando por algo mais detalhado? Confira também nossa área de cursos, com opções diversas de conteúdos ministrados pelos profissionais mais renomados do mercado materno-infantil.

Quer ver o conteúdo do texto em vídeo também? Clique na telinha abaixo para recapitular pontos importantes do que leu acima 😉

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Artigos Relacionados