xixi na cama

Xixi na cama: como lidar com a enurese noturna?

Nós do Baby Concierge sabemos que muitos pais ficam preocupados quando a criança acaba fazendo xixi na cama com frequência ou quando está demorando a passar dessa fase. Portanto, para essa semana optamos por esse tema de extrema relevância às famílias!

No texto e vídeo de hoje, a Dra Rhaiana Gondim, Urologista Pediatra, explica tudo o que acontece nessa fase e dá dicas de como lidar e quando isso realmente pode ser um problema!

Sobre Rhaiana Gondim

Com foco em urologia pediátrica, a doutora atende crianças (de ambos os sexos) com ênfase no aparelho urinário e no aparelho genital.

Trata-se de mais uma conceituada profissional da área de saúde e parceira Baby Concierge, que auxilia na retirada de dúvidas quanto ao mundo urológico.

O que é a enurese noturna, o famoso xixi na cama?

Para melhor atender e preparar os pais, nossa parceira Dra. Rhaiana desenvolveu um  material sobre a enurese noturna, também conhecida como o famoso xixi na cama!

A Dra. explica que a primeira coisa que fala para todos os pais é que nós só devemos considerar o xixi na cama um problema a partir dos cinco anos de idade. Portanto, se seu filho ou filha ainda tem alguns “escapes” do xixi durante o sono, mas tem menos do que 5 anos de idade, isso é completamente esperado!

De acordo com ela, essa criança ainda está num processo de amadurecimento entre a comunicação do cérebro com a comunicação da bexiga.

Xixi na cama: enurese monossintomática e não monossintomática

Além disso, o xixi na cama é dividido em algumas categorias. Temos a enurese noturna monossintomática, que é aquela criança que só apresenta o escape da urina no período da noite, ou seja, durante o sono.

E temos também a enurese noturna não monossintomática, que é aquela criança que além de perder xixi durante o sono/noite, também apresenta alguns sintomas diurnos.

Veja os principais sintomas da enurese durante o dia

De acordo com Rhaiana, essa criança pode repentinamente ter uma urgência para ir ao banheiro, ou seja, uma vontade súbita de fazer xixi. As crianças também podem ter o quadro de postergar a micção. Nesse caso, seria a criança que às vezes se envolve com algo na televisão, com um videogame ou algum joguinho e fica segurando o xixi por longos períodos. No momento em que ela se “dá conta”, precisa ir ao banheiro com máxima urgência!

Outra possibilidade é de essa criança ter uma alteração no funcionamento do trato gastrointestintal, como por exemplo, a constipação intestinal, ou seja, o intestino ser um pouquinho mais preso que o normal.

Enurese primária e secundária

Além disso, também dividimos a enurese noturna (xixi na cama) em primária e secundária. A primária é aquela onde a criança nunca segurou o xixi, ou seja, aquela criança que sempre teve esse escape noturno.

Já a enurese secundária, é aquela onde a criança passou um período maior ou igual a 6 meses, sem perder esse xixi (passava a noite toda sequinha).

Normalmente a enurese noturna secundária está relacionada com algum fator psicológico. Alguns exemplos citados pela doutora é o nascimento de um irmãozinho (a) mais novo, separação dos pais, mudança de residência, de escola, ou perda de uma pessoa muito querida.

Nesses casos, é possível uma espécie de retrocesso nesse amadurecimento e, consequentemente, essa criança pode voltar a ter perda urinária no período da noite. Ou seja, o famoso xixi na cama.

Como a urologista lida com os pacientes

Toda vez que os pacientes chegam em seu consultório, a primeira conduta é fazer uma história clinica bem detalhada, para entender qual a dinâmica da família, o que está acontecendo e solicitar alguns exames iniciais para investigar exatamente qual é o problema em questão.

Pois bem, então quais são esses exames? Rhaiana normalmente pede o que chamamos de diário miccional, que é para se ter uma ideia quantitativa, ou seja, saber a quantidade de liquido / urina que essa criança faz durante o dia.

Além disso, o diário sol e chuva, que serve para criança desenhar um sol naquele dia que a sua cama acordou sequinha ou uma nuvenzinha no dia que choveu na sua cama. 🙂

Segundo a doutora, a partir dessas informações teremos mais dados objetivos para entender a quantidade e frequência do que está acontecendo.

Além disso, algo que ela sempre diz aos pais é que ao perder urina no período da noite, não necessariamente é porque essa criança está com preguiça de levantar ou porque tem um sono muito profundo.

Na verdade, o sono dessas crianças é normalmente de má qualidade. Portanto, nunca é indicado uma punição, humilhação ou uma medida mais agressiva com elas, como fazer com que elas durmam na cama molhada, por exemplo.

De acordo com Gondim, essas atitudes podem inclusive atrapalhar o processo. Portanto, recomende-se que a criança seja acolhida e que expliquem a ela que vão procurar um tratamento adequado para ajuda-la nessa situação.

Contatos e outras informações Baby Concierge

A parceira Rhaiana Gondim abordou esse tema tão importante e preocupante para os pais que é o xixi na cama e esperamos ter ajudado vocês, leitores Baby Concierge!

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Ela e nós ficaremos felizes em te ajudar! Basta entrar em contato pelas redes sociais do Baby Concierge (facebook e instagram).

Afinal, é do nosso maior interesse estar mais perto do que nunca nesse momento tão especial, que merece uma atenção redobrada, além de uma rede de apoio verdadeiramente preparada. Isso mesmo, reforçamos que nossa plataforma é indicada não só para as mamães, mas para todos os familiares envolvidos!

Aproveitando o assunto, também indicamos a leitura e visualização do vídeo da Ana Paula Gama, profissional da equipe Amamente Rio, sobre os Principais desafios para uma amamentação de sucesso!

Buscando mais conteúdo e orientações no mundo materno infantil?

Por apenas R$19,90 ao mês você tem acesso a esses e outros conteúdos exclusivos Baby Concierge, além dos cursos com descontos especiais para os assinantes!

Nessa página, você encontra cursos dos profissionais mais renomados do mercado, de diversos temas para você que busca ainda mais conhecimento para receber e lidar com o novo membro da família!

Assine Já!

Você também pode assistir o conteúdo no texto de hoje pelo vídeo abaixo da profissional Rhaiana Gondim:

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Artigos Relacionados