Qual A Diferença Entre Alfabetização E Letramento?

O processo de alfabetização e letramento não são a mesma coisa, embora muitas vezes sejam entendidos como sinônimos. 

Os dois conceitos trazem especificidades, ainda que caminhem juntos durante os primeiros anos de escolarização. 

Mas afinal, quais são as diferenças entre os dois? Saiba mais neste artigo. 

Alfabetização e letramento: principais diferenças

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) traz diretrizes específicas para a alfabetização, indicando esse processo como uma etapa dos dois primeiros anos do Ensino Fundamental. 

Já o letramento, deve permear todas as fases de aprendizado, sendo introduzido inclusive antes do início formal de alfabetização, ainda na Educação Infantil. Segundo a BNCC, é nesse momento que as práticas letradas devem ser estimuladas, considerando ainda a vida social da criança de forma mais ampla.

Entenda mais a fundo as características e diferenças entre alfabetização e letramento: 

 O que é alfabetização? 

A alfabetização é um processo de aprendizagem básica. Nessa fase se desenvolve a habilidade de ler e escrever, seguindo as regras de um determinado idioma. 

A partir dessa etapa, o estudante passa a utilizar a leitura e escrita como formas de comunicação com o seu meio, se aperfeiçoando à medida que avança nos próximos anos escolares. 

Esse processo pode se dar para crianças nos primeiros anos da Educação Infantil, ou para adultos que não tiveram a oportunidade de se alfabetizar na infância. 

Além disso, a alfabetização é crucial para que os alunos estejam aptos para seguir adiante nos estudos e consigam desenvolver habilidades como leitura e utilização de números. 

 O que é letramento? 

O letramento tem seu início antes do processo de alfabetização e se estende por toda a vida. 

Os profissionais da área da educação afirmam que o indivíduo letrado não é somente o que sabe ler e escrever de forma básica, mas sim, aquele que é capaz de dominar o uso da escrita e leitura no seu dia a dia, utilizando essas habilidades em diferentes contextos. 

A pessoa com um letramento consistente possui grande familiaridade com a leitura e escrita, tendo o hábito, habilidade e até mesmo o prazer em ler e escrever diferentes tipos de textos. 

Esse recurso está ligado à formação de leitores competentes, com capacidade de compreensão, interpretação, análise crítica e demais elementos referentes aos mais diversos tipos de conteúdo. 

Esses dois processos de alfabetização e letramento podem caminhar juntos desde a primeira infância, favorecendo o estímulo da capacidade de se comunicar, ler e escrever da criança. Quer continuar se informando? Saiba mais sobre as fases do desenvolvimento infantil e como estimular o seu filho na idade certa

Precisa de ajuda?