desfralde

Desfraldar: Quando devo começar?

Todos os dias, pais e mães do mundo inteiro, “temem” o processo de desfraldar, que muitas vezes pode ser encarado como um verdadeiro desafio dentro de casa. Afinal, além de ser um assunto bem íntimo e delicado, nem sempre é algo tão fácil de ser ensinado para os pequenos.

Portanto, para essa semana, decidimos abordar o tema desfraldar com a profissional Rhaiana Gondim. Nosso intuito? Desmistificar esse assunto com dicas e orientações básicas da urologista pediátrica. Afinal, o desfralde é inegavelmente um momento muito importante tanto para as crianças, quanto para os pais.

Um pouco sobre Rhaiana:

A Dra. é urologista com foco em urologia pediátrica e, sendo assim, atende crianças de ambos os sexos. Por meio do seu trabalho, lida diretamente com o aparelho urinário e o aparelho genital. É com muita honra que temos essa profissional da área da saúde em nosso time, nos auxiliando e tirando dúvidas quanto ao mundo urológico!

desfraldar 

Tudo sobre o processo de desfraldar:

A Dra. comenta alguns marcos no desenvolvimento da criança que ajudam a sinalizar aos pais que ela está pronta para esse tão esperado processo que é o de desfraldar.

Para começar, Rhaiana indica os acontecimentos que acometem as crianças e que já nos dão sinais de que ela está pronta para iniciar o passo a passo para o desfralde: de acordo com a mesma, o processo começa quando a criança já está acima de um ano e meio a dois anos de idade. Teoricamente, uma fase em que ela já consegue ficar sentada por um período brincando, realizando atividades de montar, selecionar cubos, separar objetos por forma ou cor etc.

Nessa fase, a criança já sinaliza que está iniciando o processo de amadurecimento cerebral. Aquela criança que já fala para os pais que fez xixi ou que quer fazer xixi, por exemplo, definitivamente já nos indica que está entrando na fase de maturidade.

Etapas que sinalizam o amadurecimento cerebral:

A verbalização da criança é dividida em 3 etapas:

– A primeira etapa é a do “fiz xixi e/ou fiz coco”. Ou seja, quando ela nos avisa depois do ato ter ocorrido.

–  A segunda etapa é a do “quero fazer xixi ou apontar o xixi”. Aqui a criança muitas vezes já vai ter perdido urina no momento que sinalizar isso. Porém, já estará conseguindo entender um pouquinho desse momento que é o de enchimento da bexiga.

– A terceira etapa é de quando a criança avisa que quer fazer xixi. Então muitas vezes ela vai falar que quer, você vai conduzir até o banheiro e ela possivelmente ainda não estará com essa vontade toda. Porém, quando a criança começa a ter essa interação, já é SIM um sinal de amadurecimento que estará iniciando esse processo de controle do xixi.

Não marginalizar o banheiro durante o período de desfraldar:

É muito importante que os pais não marginalizem o banheiro. Muitas vezes até mesmo por impulso falamos um “aiii xixi” ou “coco, eca!”. Assim, acabamos sem querer apontando o banheiro como um ambiente sujo e isso acaba afastando a criança desse processo de que o ambiente é sim muito SEGURO.

Portanto, fazer com que a criança vá ao banheiro e entenda como funciona a descarga é fundamental. Além disso, é de extrema importância que ela tenha um ambiente adequado para que consiga fazer suas necessidades de forma correta e confortável.

Como montar o ambiente?

O que é esse ambiente adequado? De acordo com a Dra., o local ideal inclui um redutor do vaso sanitário para que a criança não “afunde” no acento do banheiro, além da escadinha ou banquinho para que ela consiga ficar com os pés muito bem apoiados na hora de fazer xixi ou coco.

Logo, preparar esse ambiente e fazer com que a criança participe desse processo é essencial. Fazer com que ela escolha seu piniquinho (caso a escolha da família for o pinico) e/ou escolha o redutor de acento (ex: a estampa dele), certamente irá ajudar que ela vá se envolvendo nesse processo de desfraldar e as coisas fiquem um pouco mais naturais.

Acidentes durante o desfraldar:

É possível e é esperado que alguns acidentes nesse processo aconteçam. Então aquela criança que está indo super bem no desfralde, por algum motivo em alguns dias pode sim ter alguns acidentes e alguns escapes, mas a punição ou exposição da criança é fortemente contraindicada.

Isso faz com que a gente atrase ou até mesmo amedronte a criança frente a esse processo de desfraldar e, consequentemente, que ela passe por alguns retrocessos.

Sim, sem sombras de dúvidas, tudo isso é um processo desafiador para os pais. Por isso, Rhaiana reforça esses tópicos mais importantes com alertas fundamentais justamente por saber que não é algo fácil. Vale pontuar também que algumas crianças tem o ritmo um pouquinho diferente uma das outras e essa comparação deve ser evitada, ok?! J

Contato e outras informações:

Tendo mais alguma duvida ou questionamento sobre o processo de desfraldar, a Dra. Rhaiana se encontra sempre à disposição nas mídias sociais para solicitações por meio do Instagram ou Facebook do Baby Concierge.

Gostou do que leu hoje? Pois saiba que você pode e deve aproveitar todos os outros conteúdos disponíveis sobre as maiores dúvidas e questionamentos do universo materno-infantil na área de conteúdos do site.

Caso esteja em busca de algo mais completo e guiado, acesse agora mesmo nossa página de cursos e confira os mais variados temas desenvolvidos pelos mais conceituados formadores de opinião e profissionais do mundo materno-infantil. Ah! Para melhorar, assinantes Baby Concierge ainda ganham descontos em todas as opções disponíveis na nossa página de cursos. 

Se ainda não assina nossa plataforma, saiba que agora é o melhor momento! Compre já o nosso plano anual por apenas R$19,90/mês! Ou seja, somente R$238,80/ano.

E o melhor: assinando o clube, você tem acesso a descontos de até 50% em cerca de 100 marcas e na contratação de cerca de 40 especialistas do mundo materno infantil.

Quer um preview de quem faz parte do nosso time? Acesse nossas páginas de marcas e colaboradores, filtrando por nome, categorias e até mesmo idades para conferir todos os parceiros que possam te interessar!

Nós do Baby Concierge esperamos que o conteúdo dessa semana tenha sido extremamente útil e que conte conosco sempre que precisar. Afinal, queremos e desejamos fazer parte da sua rede de apoio durante todo o período de gestação infância dos seus filhos!

Ah! Você também pode conferir o conteúdo da profissional Rhaiana Gondim via vídeo também. Veja abaixo:

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no print
Compartilhar no email